Centro Emissor Ultramarino

Atualizado: 29 de jul.

Inaugurado à pressa, em 1954, devido à ofensiva indiana sobre os territórios portugueses, o Centro Emissor Ultramarino da Emissora Nacional, situado em Pegões, dentro do perímetro do Montijo e a trinta quilómetros de Vila Franca de Xira, tinha como objetivo atingir em melhores condições técnicas as então colónias portuguesas e as comunidades de nacionais espalhados em alguns pontos do globo. Em setembro de 1966, Américo Tomás inauguraria quatro novos emissores de ondas curtas (Notícias de Portugal, 17 de setembro de 1966). O racional do Estado Novo era falar da verdade de Portugal em diversas línguas, numa altura em que as guerras em África tinham atingido um ponto complicado e as instâncias internacionais pressionavam o país a resolver o problema das colónias.


Autor: Rogério Santos, 2020.

#centroemissorultramarino #ultramarino #biografia


Texto original, com imagens, em https://radio.hypotheses.org/3858.

Posts recentes

Ver tudo

O padre José Silveira de Ávila (1895-1977) é uma das figuras marcantes da rádio portuguesa. No recorte de notícia (Diário de Lisboa, 8 de junho de 1939), vemo-lo como homem ligado à Mocidade Portugues

De nome completo Armando Leonel Augusto Matos Cosme (1934- 2021), era uma das figuras mais importantes da rádio angolana no tempo colonial. Natural de Guimarães, foi com a mãe e irmãos para Angola em

No congresso de Berlim (1884-1885), a Guiné foi reconhecida como colónia portuguesa. Durante séculos, esteve sob administração de Cabo Verde, o que se refletiu, por exemplo, na criação do movimento de