Buscar

Emídio Rangel

Atualizado: 3 de fev.

Emídio Rangel (1947-2014) começou a sua atividade em Rádio Clube da Huíla (Sá da Bandeira, atual Lobango) como operador de som e locutor de programa juvenil (1965). Lançou-se no mundo empresarial como coproprietário e gerente de uma discoteca em Sá da Bandeira (O Cérebro). Ele e a mulher, Luísa Rangel, trabalhariam com uma equipa específica no programa Noturno, de Rádio Comercial de Angola (1967), para o qual criou a empresa Estúdio A. Após a independência de Angola, ingressou em 1976 na Radiodifusão Portuguesa (RDP, onde se manteve até 1988. Chegou a subchefe de redação (1985-1988). Em 1988, sob a sua direção, avançou com o projeto TSF – Rádio Jornal.

Autor: Rogério Santos, 2019

#Emídiorangel #biografia #E

Posts recentes

Ver tudo

Ele foi cantor de opereta e proprietário de agências de publicidade e publicidade exterior, como Publirama (1960), RED e Placa. Barros Queirós foi neto de um empresário, ministro e primeiro-ministro.

Em 1959, Luís Filipe Costa revelava-se como noticiarista, acompanhado de Tany Belo (Maria Albertina da Silva Belo da Costa, 1931-1974) e técnico Alberto Seabra. Por via disso, nasceu uma relação muito

Ilídio Inácio começou a sua atividade ligada à rádio em Santarém, a fazer locução de anúncios numa feira popular e, aos domingos, no Jardim da República, com instalação de uma cabina sonora montada pe