Buscar

Humberto Mergulhão

Atualizado: 19 de Fev de 2019

Humberto Mergulhão começou a sua carreira ligada à rádio no Porto, através de contrato com o SPN-SNI (Secretariado Nacional de Propaganda, depois mudado para Secretariado Nacional de Informação). A sua principal função era preparar e ler revistas de imprensa nas pequenas estações locais (Emissores do Norte Reunidos). Homem identificado com o regime político, trabalhou depois em Lisboa na rádio e na imprensa (O Século). Em 1943, ligou-se à Rádio Voz de Lisboa, de Lacombe Neves, mas a experiência não durou muito tempo, após o que rumou para Angola para Rádio Clube de Benguela. Foi repórter, relator de futebol e de hóquei em patins e autor de peças de teatro. Foi chefe de serviços da Radiodifusão do CITA (Centro de Informação e Turismo de Angola), subordinada ao governo-geral, depois transformado em Emissora Oficial de Angola. Com Humberto Mergulhão, trabalhariam nomes importantes da rádio angolana, como Sara Chaves, Alberto Afonso, Alice Cruz, Rui Romano, Natália Bispo (sua mulher), António Santos e Sousa e Cremilde de Figueiredo. Por doença, Humberto Mergulhão abandonaria o cargo em 1964.


#HumbertoMergulhão #biografia #H

Posts recentes

Ver tudo

José Maria Pinto Almeida

José Maria Pinto Almeida, sonorizador, trabalhou em Rádio Ecclesia e realizou o programa Luanda (20:00-21:00). Programa que durou mais de uma década (1962-1974), ao título acrescentava-se o ano: Luand

Fernando Alves

Depois de colaborar no jornal do liceu de Benguela, Fernando Alves ingressou em Rádio Clube de Benguela como locutor a 1 de julho de 1970, ainda com 15 anos. Ele tinha voz grave e não dava erros de po

Paulo Cardoso

Paulo Cardoso iniciou-se na rádio em 1955 no liceu Pedro Nunes (Lisboa) e transitou para a APA (Agência de Publicidade Artística). Em 1958, fez Diário do Ar com José Fialho Gouveia, programa marcante

© 2018/2019 - Todos os direitos reservados